Текстове на капоейра песни

Vai voce, vai voce

 

Vai voce, vai voce
Coro: Dona Maria como vai voce?
Mas como passou, como vai voce?
Coro: Dona Maria como vai voce?
Joga bonito que eu quero aprender
Coro: Dona Maria como vai voce?
Quero aprender a jogar com voce
Coro: Dona Maria como vai voce?
Faca jogo de baixo que eu quero ver
Coro: Dona Maria como vai voce?
Como vai voce, como vai voce?
Coro: Dona Maria como vai voce?
Joga bonito que o mestre quer ver
Coro: Dona Maria como vai voce?
Capoeira nao e karate
Coro: Dona Maria como vai voce?
Joga bonito pra mim aprender
Coro: Dona Maria como vai voce?
E como vai, como passou
Coro: Dona Maria como vai voce?...

Adeus adeus

 

Eu ja vou beleza
Eu ja vou me embora

Adeus adeus
Boa viagem
Eu vou me embora
Boa viagem
Eu vou com Deus
Boa viagem
E com Nossa Senhora
Boa viagem

Olha o negro sinhá 

 

Olha lá o negro 
Olha o negro sinhá 
Olha lá o negro 
Olha o negro sinhá 
Mas que nego danado 
Olha o negro sinhá 
Oi me pega esse nego 
Olha o negro sinhá 
E derruba no chão 
Olha o negro sinhá 
Esse nego è valente 
Olha o negro sinhá 
Esse nego è um cão 
Olha o negro sinhá 
Olha lá o nego 
Olha o negro sinhá 
Mas castiga esse nego 
Olha o negro sinhá 
Mas conforme a razão 
Olha o negro sinhá. 
Esse nego è ligeiro 
Olha o negro sinhá 
Esse nego è limão 
Olha o negro sinhá 
Esse nego è safado 
Olha o negro sinhá 
Esse nego è cão 
Olha o negro sinhá 

Africa Brasil

 

Africa se uniu
Ao meu Brasil

(Coro) Africa se uniu
Ao meu Brasil

Mistura de raca e de cor
Mantendo a nossa tradicao
Do povo guerreiro e sofrido
Por isso nao teme о perigo
Lutar contra a escravidao Africa

(Coro) Africa se uniu
Ao meu Brasil
Cultura afro brasileira
Aprende a plantar macaxeira
Subi о рe de bananeira
Viver a beleza do amor
Amor que so a natureza
О negro о aroma da mesa
Tempero que da о sabor Africa

(Coro) Africa se uniu
Ao meu Brasil

Negro mulato mameluco
Mistura que deu о Cafuzo
Em busca da libertacao
Nao so da corrente do acoite
O negro chorava de noite
Com a forte dor no coracao
Lembra do abraco mainha
Cantando uma ladainha
Pedindo a Deus protecao Africa

(Coro) Africa se uniu
Ao meu Brasil

Chico paraue, raue

 

Coro:
Chico paraue, raue
Chico paraue, rauá
Chico paraue, raue
Pararaue, raue
Pararaue, rauá

A dor de uma mae escrava
Ao ver seu filho se afastar
Vendido para uma fazenda
Como ele fosee
Espécie de animal

Coro

A dor do pai era mais forte
Mais nada podia fazer
Do que se ajoelhar na terra e
Pedir para Deus que queria morrer.

Coro
A água que a gente bebia
Corria logo por ali
Raçao era única comida
Palha de coqueiro
Cama pra dormir

A Bahia conheceu

 

Ie!
A Bahia conheceu
Foi genio em sua vida
Vou falar sobre esse genio
Sua historia e bonita
Chamava-se mestre Bimba
Sua fama era temida
Campeao dos campeoes
Na Bahia ele nasceu
Temido por todo mundo
Em Goias ele morreu
Mora na nossa memoria
Mora no nosso Brasil
Inteligencia abencoada
Foi Cristo quem permitiou
O seu nome e encontrado
Na historia do Brasil
Haha!
E viva meu Deus...
E, viva meu mestre...
Viva todos os mestres...
Vamos-nos embora...
Pelo mundo a fora...

LAUE (SER MESTRE)

 

Ser mestre e dificil mas nao impossivel
Ser mestre exige sacrificio
Ser mestre e feito com dedicacao
Ser mestre e feito com o coracao… oi lele laia.
La laue laue laia Voce ensinando aprende tambem
Voce ensinando faz bem a alguem
E vai semeando ao alunos seus
Um pouco de paz um pouco de Deus
La laue laue laia Se um dia eu cair
Me de a sua mao Me ajuda a levanter
Pra jogar capoeira la lae laia La laue laue laia

A bananeira caiu

 

O facão bateu em baixo, compadre
A bananeira caiu
Mas o facão bateu em baixo, compadre
A bananeira caiu
Cai, cai, cai bananeira
A bananeira cai
Cai, cai, cai, cai, cai bananeira
A bananeira caiu

Berimbau de mestre Waldemar

 

Ê, lê,lê,lê,lê,lê!
Ê, lê,lê,lê,lê,lê!
lê,lê,lê,lê,lê,lê!
lê,lê,lê,lê,lê,lê!

Mas eu fui na Bahia pra tocar
Berimbau de mestre Waldemar
Eu fui na Bahia pra tocar
Berimbau de mestre Waldemar

Minha viola
Que eu não canso de tocar
Quando bate uma saudade
De mesrte Waldemar

Mas eu fui na Bahia pra tocar…

Cada toque um lamento
Parecia solidão
Waldemar levando a vida
Como um simples artesão

Mas eu fui na Bahia pra tocar...

E hoje eu digo a vocês
E recordo a todos nós
Que quem tem um berimbau
De Waldemar é o Boa Voz

Mas eu fui na Bahia pra tocar ...

Só restaram as historias
Que o tempo não apaga mais
Cantando na Liberdade
E também na Pero Vaz

Cuidado menino

 

Se voce entrar na roda voce vai cair no chao!
(coro)
ai ai ai, camara,
o le le, camara.
Voce vai cair no chao, camara.
Cuidado menino, ou voce vai apanhar.
Se lutar com cascavel ele vai te derrubar!
(coro)
Cuidado menino, deixa de ser tao fogado,
na roda de capoeira voce nao esta classificado!
(coro)

Camujerê

 

Camujerê como tá como tá
Camujerê
Como vai vosmecê
Camujerê
Eu vou bem de saúde
Camujerê
Para mim é um prazer
Camujerê

Chega pra ca

 

Chega pra ca meu camarada venha ver
Ver capoeira e bater maculele
Rodopiou fez miudinho jogou no chao
Cordao de Ouro Capoeira tradicao

Chega pra ca meu camarada venha ver
Ver capoeira e bater maculele
Rodopiou fez miudinho jogou no chao
Cordao de Ouro Capoeira tradicao

Cordao de Ouro capoeira nacional
Joga capoeira angola e tambem regional
No miudinho tem que ter conhecimento
Pra fazer bem redondinho pra fazer jogo de dentro

Chega pra ca meu camarada venha ver
Ver capoeira e bater maculele
Rodopiou fez miudinho jogou no chao
Cordao de Ouro Capoeira tradicao

Cordao de Ouro em varios estados do Brasil
Nos quatro cantos do mundo capoeira expandiu
O berimbau toca gunga, medio, viola
Quem nao joga bate palma ou responde o coro agora

Chega pra ca meu camarada venha ver
Ver capoeira e bater maculele
Rodopiou fez miudinho jogou no chao
Cordao de Ouro Capoeira tradicao

Abalou capoeira abalou

 

Abalou capoeira abalou
O abalou vem abalar
Abalou capoeira abalou
E abalou vem abalar
Abalou capoeira abalou
Abalou deixa abalar
Abalou capoeira abalou
Mas se abalou deixa abalar
Abalou capoeira abalou
Quero ver quem vem jogar

Ê, Paraná

 

Ê, Paraná
Paraná, Paraná ê, Paraná
Ê, Paraná
Bate palma e vai joga, Paraná
Ê, Paraná
capoeira eu vou jogar, Paraná
Ê, Paraná
quero ve voce joga, Paraná
Ê, Paraná
quem nao canta bate palma, Paraná
Ê, Paraná
Puxa, puxa, leva, leva, Paraná
Ê, Paraná
Paraná está me chamando, Paraná
Ê, Paraná
Me chamando pra jogar, Paraná
Ê, Paraná
Minha mãe está me chamando, Paraná
Ê, Paraná o que vida de moleque, Paraná
Ê, Paraná

A hora é essa

 

A hora é essa
A hora é essa
Berimbau tocou na capoeira
Berimbau tocou eu vou jogar

Sai sai Catarina

 

Sai sai sai Catarina

Saia do mato venha ver Idalina

Sai sai Catarina

E Catarina venha ver

Sai, sai Catarina

Catarina meu amor

Sai, sai Catarina

Saia do mato venha ver, venha ver

Sai, sai Catarina

È, Catarina minha nega

Sai, sai Catarina

Mas, oh que saudade danada

Sai, sai Catarina

Dou um nó e escondo a ponta

Sai, sai Catarina

Prá outro nao desatar

Sai, sai Catarina

Aruanda e

 

Aruanda e Aruanda e, Aruanda
Aruanda e camara
Aruanda e Aruanda e, Aruanda
Aruanda e camara
Vem de dentro do peito
Essa chama que acende
Meu corpo inteiro nao pode parar
Eu sou mandingueiro de la da Bahia
Axe capoeira salve Abada
Aruanda e Aruanda e, Aruanda
Aruanda e camara
Aruanda e Aruanda e, Aruanda
Aruanda e camara
Oxala que me guie
Por todo caminho
Nao deixe na roda a fe me faltar
Sou vento que sopra eu sou capoeira
A luta de um povo pra se libertar
Aruanda e Aruanda e, Aruanda
Aruanda e camara
Aruanda e Aruanda e, Aruanda
Aruanda e camara

Jogo de dentro

 

Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo bonito esse jogo de Angola
Jogo de dentro, jogo de fora
Jogo manhoso esse jogo de Angola
Jogo de dentro jogo de fora
Valhe me Deus e a Nossa Senhora
Jogo de dentro jogo de fora
Jogo bonito, berimbau é viola
Jogo de dentro jogo de fora

Luanda

 

Luanda eu Meu Boi
Luanda eee Para
La no cais do Bahia
Nao pode mais se passar
Na roda da capoeira
Nao tem lelelala
O lala e laela
coro: Oi lele
Oi laê laê la
Oi lêlê
Oi lae lae la
Oi lêlê
Oi la laê la laê la laê o laê la
Oi la laê la laê la laê o laê la
Oi la laê la laê la laê o laê la
Oi la laê la laê la laê o laê la
Oi laê la laê la
Oi lêlê la laê la
Oi laê la laê la
Oi lêlê la laê la

A Bahia ficou triste

 

A Bahia ficou triste (bis)
quando a noticia correu
que Manoel dos Reis Machado,
Mestre Bimba, ele morreu
batuqueiro e capoeira
criadorda regional
a capoeira ficou triste
lamentou o berimbau
Mestre Bimba foi embora
mas deixou a Regional
bate pandeiro e toque o berimbau
na palma da mao o jogo e Regional
Bate pandeiro e toque berimbau
Toque berimbau toque berimbau
Bate pandeiro e toque berimbau
na palma da mao o jogo e Regional
Bate pandeiro e toque berimbau

Angola ê ê ê

 

Angola ê ê ê
Angola á á á
Meu berimbau esta chamando p'ra jogar

Avisa lá meu mano, avisa meu mano lá

 

Avisa lá meu mano, avisa meu mano lá
To jogando a capoeira e só vou quando acabar

Avisa lá meu mano, avisa meu mano lá
To jogando a capoeira no mercado popular

Avisa lá meu mano, avisa meu mano lá
To tocando berimbau, angola e regional

Avisa lá meu mano, avisa meu mano lá
Vou jogar a capoeira, quero ver quem vai pular

Avisa lá meu mano, avisa meu mano lá
To jogando berimbau só pra ver quem vai jogar

Berimbau de ouro

 

O meu berimbau de ouro, minha mãe,
Eu deixei no Gantois
O meu berimbau de ouro, minha mãe,
Eu deixei no Gantois

É um gunga bem falante que da gosto de tocar
Eu deixei com Menininha para ela abençoa
Amanha as sete horas p'ra Bahia vou voltar
Vou buscar meu berimbau que deixei no Gantois

O meu berimbau de ouro, minha mãe,
Eu deixei no Gantois
O meu berimbau de ouro, minha mãe,
Eu deixei no Gantois

Eu sai da minha terra por ter sina viajeira
Caminhando pelo mundo, ensinando capoeira
Amanha as sete horas p'ra Bahia vou voltar
Vou buscar meu berimbau que deixei no Gantois

Capoeira e ligeira

 

Capoeira pra estrangeiro, meu irmao
E mato
Capoeira brasileira, meu compadre
E de matar

Capoeira pra estrangeiro, meu irmao
E mato
Capoeira brasileira, meu compadre
E de matar

Berimbau ta chamando
olha a roda formando
va se benzendo para entrar

o toque e de Angola
Sao Bento pequeno,
Cavalaria, Iuna

a mandinga do jogo
o molejo da esquiva
e pra nao cochilar

Capoeira e ligeira,
ela e brasileira,
ela e de matar/ x2

 

(coro)

Olha o Rabo de Arraia
olha ai a Ponteira
e a Meia-lua pra matar

o Mortal e o au
o Macaco e a rasteira
e o Arrastao pra derrubar

Galopante faceiro
vai se preparando
para voar

Capoeira e ligeira,
ela e brasileira,
ela e de matar/ x2

Devagar, devagar

 

Devagar, devagar
Devagar, devagarinho
Coro: Devagar, devagar
Cuidado com o seu pezinho
Coro: Devagar, devagar
Capoeira de Angola e devagar
Coro: Devagar, devagar
Esse jogo e devagar
Coro: Devagar, devagar
Eu falei devagar, devagarinho
Coro: Devagar, devagar
Esse jogo bonito e devagar
Coro: Devagar, devagar
Falei devagar, falei devagar
Coro: Devagar, devagar...

Hoje a lua nao brilhou no céu

 

Hoje a lua nao brilhou no céu
Hoje o meu berimbau nao tocou
Hoje meu pandeiro está mudo
Hoje meu atabaque nao falou
LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE O
(Chor)LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE O
Hoje meu Mestre nao veio pra roda
Até quem nao é de faltar faltou
Hoje nem Bimba nem seu Pastinha
Dêu por a benca em seu jogador
LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE O
(Chor)LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE O
Hoje agachado ao pé do berimbau
Confesso que eu nao senti aquele axé
Hoje a comunidade esta mais triste
Sentindo a falta de Antonio Jacaré
LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE O
(Chor)LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE LE O

Cordao de Ouro

 

Quem nao conhece o grupo Cordao de Ouro
Venha pra roda que voce vai conhecer
Cordao de Ouro tem mandinga e tem molejo
Joga ligeiro e e bonito de se ver

(Coro)

Cordao de Ouro nao da soco e nem agarra
Mas tem armada cabecada e tem role
Quando ele joga o sorriso ta no rosto
E no gingado a malicia do saber

(Coro)

Cordao de ouro ta no sangue e ta na alma
A capoeira que o meu mestre me ensinou
Cordao de Ouro joga com o coracao
Tem expressao e capoeira de valor

(Coro)

Cordao de Ouro joga Angola e regional
O miudinho e tambem Maculele
Educacao e sua meta e seu desejo
Fazer amigos e o seu maior prazer

(Coro)

 

Paranà ê

 

Vou dizer minha mulher, Paranà 
Capoeira me venceu, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Ela quis bater pè firme, Paranà 
Isso não aconteceu, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Oh Paranàuê, Paranà 
Paranàuê, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Assim dera que o morro, Paranà 
Se mudou para a cidade, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
É batuque todo dia, Paranà 
Mulata de qualidade, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Vou mimbora pra Bahia, Paranà 
Eu aqui não fico não, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Se não for essa semana, Paranà 
É a semana que vem, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Dou no escondo a ponta, Paranà 
Ninguem sabe desatar, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà 
Eu sou braço de marè, Paranà 
Mas eu sou marè sem fim, Paranà 
Paranà ê, Paranà ê, Paranà

 

Lele lele laia

 

Berimbau chamou pro jogo
Pandeiro que respondeu
O atabaque já entrou
Mestre Bimba apareceu
lalae laela...

E lalae laela lalae laela
Lele lele laia

Manoel dos Reis Machado
Criador da Regional
Espalhando pelo mundo
Essa arte nacional
lalae laela...

coro

Lá no cais se batizou
A capoeira regional
Espalhando pelo mundo
Essa arte marcial

Adeus adeus

 

Olha pega derruba levanta ligeiro
Sou entra na roda quem é mandingueiro
Capoeira é pra homem menino e mulher
Pra entrar nessa roda tem que ter axé

Tem que ter axé, tem que ter axé
Tem que ter axé, tem que ter axé

Quem vem la

Quem vem la sou eu
Capoeira de valor
Eu vou jogar capoeira
Que o meu mestre me ensinou

Miudinho năo é Angola

 

Miudinho năo é Angola, Miudinho năo é Regional
Miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de dentro, é um jogo legal

(Coro) Miudinho năo é Angola, Miudinho năo é Regional
Miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de dentro, é um jogo legal

Foi se embora de sua terra
Em Săo Paulo ele foi morar
Trabalhava de noite e de dia
Năo tinha descanço nem pra respirar

Hoje em dia tá tudo mudado
é, meu mano pode acreditar
Ele é o mestre bom e querido
Em toda Brasil onde ele chegar

Ele é o mestre Suassuna
Jogador de Angola e de Regional
Criador do estilo Miudinho
Esse jogo manhoso que vem pra ficar

(Coro)

Pra entrar nessa roda (jogo) de bamba
Tem que ter molejo saber mandingar
Tem que ter seu corpo fechado
Tem que tá de bem com seus orixas

(Coro)

Capoeira saiu de Itabuna
Em Săo Paulo virou tradiçăo
Já se foi mestre Bimba e Pastinha
Mas e o Suassuna ainda năo foi năo

(Coro)

Ele tem Capoeira no peito
Meu mano pode acreditar
Cordăo de Ouro é sua escola
De dia e de noite ele vai me ensinar

(Coro)

Mas a navalha

 

Mas a navalha que ta no meu bolso
Cortou, deixa cortar
Cortou, deixa cortar...

A capoeira, invadiu meu coração
E nessa vida, só me deu satisfação
Eu aprendi, mas ainda não sei de tudo,
E além disso ela já conquistou o mundo

(coro) x 2

O lê lê lê, é capoeira, lê lê,
É berimbau, lê lê,
É capoeira de angola e regional



Mas a navalha que ta no meu bolso
Cortou, deixa cortar
Cortou, deixa cortar...

Na minha vida, já levei muita rasteira,
Mas não é coisa, que abale um capoeira,
Graças a Deus, sei cair e levantar,
Fazer aú, sair na ginga,
E continuar a jogar,

(coro) x 2

Não vejo a hora de tocar meu berimbau,
Para ouvir o mundo cantar igual,
Paranuê, tim tim tim lá vai viola,
Ver fazer jogo de dentro,
Vibrar com jogo de fora,

(coro) x 2

A canoa virou, marinheiro

 

A canoa virou, marinheiro
Oi no fundo do mar tem dinheiro
A canoa virou, marinheiro
Oi no fundo do mar tem segredo
A canoa virou, marinheiro
Mas se virou, deixa virar
A canoa virou, marinheiro
Oi está lá, no fundo do mar

Besouro Preto

 

Oh! Besouro Preto
Que nasceu na Bahia
Oh! Besouro Preto
Que desaparecia

(coro)

Na usina colônia
Ele foi trabalhar
Depois que trabalhou
O patrão não quis lhe pagar

(coro)

Nasceu em Santo Amaro da Purificação
Era homem temido
Naquela região

(coro)

História de Besouro
Já ouvi falar
História de Besouro
Chamado Mangangá

Besouro

 

Besouro preto E
Besouro preto A
Besouro preto, Besouro de Mangangà
Besouro preto E
Besouro preto A
Besouro preto, Besouro de Mangangà
Besouro preto, era o rei da valentia
Quando Besouro chegava
Homen valente corria
Banda de frente, meia lua e pisão
Quando Besouro gingava
Caia sempre um no chão
coro
Mexer com ele, podia sair bem caro
Lá na capoeira bamba na banda de Santo Amaro
Fiquou famoso pela sua valentia
Besouro cordão de Ouro
O nego não conhecia
Ele amanssava perna braba e valentão
Pra matar Besouro Preto
So nego na traição
coro

Capoeira de Sao Salvador

 

O, meu mano.
O que foi que tu viu la
Eu vi capoeira matando
Ora meu deus, Tambem vi maculele
Capoeira!

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

Mas sou discipulo que aprendo
E mestre que da licao
Na roda de capoeira
Nunca dei meu golpe em vao

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

E Manuel dos Reis Machado
Ele e fenomenal
Ele e o Mestre Bimba
Criador da Regional

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

Ei capoeira e luta nossa
Da era colonial
E nasceu foi na Bahia a
Angola e Regional

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

No dia que eu amanheco
Danado da minha vida
Planto cana descascada
Com seis dias ta nascida

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

E jogo de liberdade
Jogo de libertacao
Praticado na Senzala
No tempo da escravidao

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

Jogo de muita mandinga
Do escravo sofredor
Que queria se livrar
Do chicote do feitor

E jogo praticado na terra de Sao Salvador
Capoeira!
E jogo praticado na terra de Sao Salvador

  • c-facebook

Капоейра за деца, капоейра за възрастни, капоейра за начинаещи!

2012-2023 by Capoeira CDO Bulgaria

Този сайт работи само с последните версии на следните уеб браузъри:

Използването на други браузъри не се препоръчва

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now